O que está acontecendo?

Como imprimir livros

Como imprimir livros

Vou ensinar como imprimir um livro de maneira “semiprofissional”, no conforto do seu lar.

A primeira coisa que você precisa saber sobre impressão caseira de livros é o seguinte: é contra a lei imprimir livros para comercialização sem autorização do autor ou editora, independente do livro digital ser uma versão legal ou não.

Isto posto, passemos para o que interessa.

INTRODUÇÃO

Com um pouco de trabalho e sem gastar muito é possível imprimir livros com boa qualidade em sua própria casa, usando seu computador e sua impressora. E o melhor é que ficam com cara de livro mesmo e não com cara de apostila daquele concurso em que você rodou.

Esse método é baseado na impressão de quatro páginas numa folha de sulfite tamanho A4, usando os dois lados, que dobrada ao meio resulta num tamanho equivalente ao das páginas dos livros industriais. Quase um in-oitavo de 14,8cm x 21cm.

As folhas são unidas em grupos de quatro, resultando em cadernos de 16 páginas. Os cadernos são costurados, prensados e colados, e se tudo for feito com capricho o resultado será bem satisfatório.

Mas quanto custa imprimir um livro desse jeito? Gasta muita tinta? Vale a pena?

Criei uma pequena fórmula para calcular o custo por página impressa, veja:

Onde R é o custo de recarga do cartucho (considerando apenas o preto), I é a capacidade de impressão por cartucho (capacidade de impressões em folhas A4 - está no manual da impressora), F é o preço de cada folha A4 e P é o custo por página impressa, ou seja 1/4 da folha A4.

Simples, não? A partir desse cálculo você descobre quanto gastará para imprimir um livro de acordo com o modelo da sua impressora e o preço de recarga do cartucho preto. Com alguns cálculos extras é possível considerar também o uso do cartucho colorido, se for o caso. Não me pergunte como, se vire.

MATERIAL NECESSÁRIO

  • Um livro ou qualquer outro tipo de documento de texto em arquivo digital editável (docx, doc, odt, rtf, html ou txt).
  • Um editor de texto (que não seja o notepad).
  • Uma boa impressora com cartucho de tinta ou toner cheinho.
  • Uma boa quantidade de folhas de sulfite A4.
  • Um rolo de linha forte ou barbante fino.
  • Uma agulha grande.
  • Uma régua escolar de 30 cm.
  • Um tubo de cola forte.
  • Um pincel para cola.
  • Dois pedaços de madeira lisas (ripas) de 25 cm de comprimento por + ou - 4 cm de largura e no mínimo 1 cm de espessura.
  • Dois ou três grampos de tamanho médio.
  • Uma bancada ou superfície plana e firme.

EDITORANDO E DIAGRAMANDO

A primeira coisa a fazer é preparar o arquivo do livro para impressão. Configure o tamanho da folha para A5 (14,8 x 21) e as margens em 1 cm. O tamanho da fonte deve ser regulado para que em cada página o bloco de texto não vá muito além de 40 linhas e 80 colunas. Essa informação geralmente é exibida no rodapé do editor de texto.

Boa parte dos livros de ficção seguem o padrão 30 linhas por 70 colunas. Em geral, para não haver erro, use fonte Times ou similar, a partir do tamanho 10 ou 11. Quanto maior a fonte, melhor será a leitura mas o número de páginas pode aumentar muito também. Tente obter um meio terno e imprima algumas páginas para testar.

Deixe duas páginas em branco no começo. A terceira página deve ser a folha de rosto do livro, contendo título, autor e outras informações relevantes. A quarta página deve ser em branco ou conter a ficha catalográfica. O conteúdo do livro em si começa na página 5 ou numa das seguintes, sempre sendo uma página ímpar. Não esqueça de acrescentar a numeração de páginas.

IMPOSIÇÃO DE PÁGINAS

Aqui vem a parte complexa do processo. Para que as páginas sejam impressas na ordem correta, nos dois lados das folhas A4, é preciso fazer a imposição de páginas. Neste site você encontra uma pequena calculadora que gera a ordem de impressão das folhas.

Em “page count” você coloca o número total de páginas do livro. Em “sheets per segment”, coloque o número de folhas A4 por caderno, nesse caso, 4. Clique em “calculate” e a calculadora mostrará a ordem de impressão nos dois lados das folhas.

Você pode tentar maiores quantidades de folhas A4 por caderno, o que é interessante quando o livro é grande, porém considere que quanto mais folhas, maior será a irregularidade no alinhamento das páginas no resultado final. Visto que você provavelmente não tem uma guilhotina disponível para fazer um acabamento no corte dos cadernos, isso pode fazer com que depois de juntos eles fiquem muito irregulares, resultando num livro mal feito.

IMPRESSÃO

Configure a impressão para duas páginas por folha e cole a ordem de páginas para imprimir no campo respectivo na janela de propriedades da impressão.

Depois de imprimir um lado, inverta o bloco de folhas e repita a operação com o outro grupo de páginas, tendo cuidado em recolocar o papel do lado correto.

Se o livro tiver muitas páginas ou sua impressora não for das melhores, você pode imprimir em duas ou mais etapas, ou até mesmo folha por folha.

Para não ter perigo de errar e desperdiçar material é importante que a impressora esteja ok. Também seria interessante você imprimir algum documento de 16 páginas para ver como a organização das folhas A4 em cadernos funciona na prática.

MONTANDO O LIVRO

Se você fez tudo certo, basta agora montar o livro, dobrando os cadernos. Numa superfície plana, firme e limpa, separe os grupos de folhas por caderno e dobre-os com o auxílio de uma régua, mas não exagere nos vincos. Junte os cadernos em ordem. Se você optou por cadernos de 4 folhas, o primeiro caderno vai das páginas 1 a 16, o segundo de 17 a 32, o terceiro de 33 a 48 e assim por diante.

A foto abaixo mostra o detalhe dos cadernos juntos. É importante dobrar com cuidado para que as páginas fiquem bem alinhadas, não necessitando de posterior guilhotinagem no corte.

ENCAPANDO OU ENCADERNANDO

O método de costura e colagem dos cadernos e encadernação será explicada no post seguinte: A arte de encadernar livros.

Caso você queira uma capa simples, de brochura mesmo, basta parar na etapa de costura e colagem e então confeccionar uma capa simples, que pode ser de cartolina, para ser colada diretamente na lombada. Como fazê-la fica a seu critério, use sua imaginação.