O que está acontecendo?

Eu voltei pra você, meu querido Windows Live Writer!

Eu voltei pra você, meu querido Windows Live Writer!

Ao pular do Windows 7 para o Ubuntu, a única coisa que me fez falta de verdade foi o Windows Live Writer. Nunca achei um substituto que me satisfizesse. Há muitos programas em Linux para criar e postar em blogs, mas todos invariavelmente tem alguma limitação ou detalhe que incomoda um escritor fresco como eu. Na falta de solução, me acostumei a usar apenas a interface web do WordPress que, na minha humilde opinião, não é lá grande coisa.

Primeiramente tentei usar apenas Linux no meu notebook, depois me vi forçado a criar um dual boot com Windows, porque volta e meia precisava dele pra algo específico.

Minha vida com Linux tem sido meio conturbada, principalmente depois da última atualização do Ubuntu, que o deixou com outra cara e com alguns bugs irritantes. E por medo de alguma merda travar tudo e me fazer perder arquivos, agora volto de novo pro Windows 7 em regime exclusivo.

Não que eu tenha desistido do Linux, não é isso. É que no Windows tudo é mais fácil. Usar Linux é como nadar contra a corrente o tempo todo. Várias coisas te compelem para trás. É uma luta constante e sem trégua. Estou um pouco cansado de brigar contra o “the man” e contra o sistema!

O que pretendo fazer é montar um desktop simples para testes e instalar um Linux nele. Pra fuçar mesmo, sem medo de fuder tudo, como vinha ocorrendo no notebook. Medo é uma coisa que segura a gente até mesmo na hora de aprender.

E esse post é pra contar isso tudo e também pra testar se o Live Writer tá funcionando bem :)