O que está acontecendo?

Estamos vivos ainda

Estamos vivos ainda

Ou Como enxergar um mundo de cinzas em Kodachrome

Minha catarata evoluiu muito bem nessa virada de década, assim como essa pandemia sem controle e a estupidez do governo e do brasileiro médio. Eu adiei ao máximo a cirurgia porque sim. Ao mesmo tempo, temi que algo acontecesse e eu não pudesse mais enxergar direito. Depois de algumas idas e vindas finalmente deitei na maca e foi a pior experiência que já tive nessa vida. O procedimento é muito rápido e não dói, mas o desconforto é tal que não pode ser descrito ou compreendido pela mente humana. Foi mais ou menos como uma badtrip de ácido. Fiz em apenas um olho e estou tão traumatizado ainda que cogito seriamente me contentar em viver uma vida de caolho.

Por outro lado estou deslumbrado ao ver um mundo de cores vibrantes como não lembro de já ter experimentado. A lente é super cristalina mas puxa as cores de um jeito estranho e lindo. Não sei explicar, mas fato é que o ponto do branco está errado. Há um tênue véu violeta em tudo. Muito suave mas perceptível se comparado ao outro olho. É mais ou menos como se eu estivesse dentro do filme Vanilla Sky. Não sei explicar, não estou dizendo que é ruim, só não é 100% acurado.

Claro que existe a possibilidade de eu estar completamente louco e dizendo bobagens. O doutor disse que estou vendo as coisas como elas realmente são. Impossível, o mundo não é em Kodachrome.

_MG_6154

Enfim. Por enquanto estamos vivos e é isso que importa. Minha familia e eu temos tido sorte e seguimos assistindo impotentes a desgraça se abater a nossa volta. Estamos aproveitando nossos domingos enquanto podemos. Agora temos um gato e é a coisa mais incrível que poderia ter acontecido. Apesar do trabalho extra, ter um bicho causando confusão em casa fez bem pra todo mundo.

Eu ando bebendo e fumando um pouco além da conta. Quase comendo demais também e arrumando desculpas mais que justas para ser preguiçoso e condescendente. Tentando largar mão de querer salvar o mundo, saca? Já passei por várias fases e agora só tento manter a casa limpa não só de sujeira mas também de humores ruins. Não há muito mais o que fazer além de ser humano.